SILVIA PEREIRA | Jornalista

Blogueira desde 2008 e cinéfila desde sempre, a jornalista Silvia Pereira soma 30 anos de experiência em redações de veículos de comunicação. Atuou metade deles como repórter em editorias de Cidades, Educação, Saúde e Cultura, e a outra metade como editora de cadernos de Cultura e suplementos de Comportamento, Gastronomia, Turismo e afins. Em todas, sempre pautou sua atuação pela máxima do lendário jornalista Cláudio Abramo (1923-1987): “Não existe uma ética específica do jornalista: sua ética é a mesma do cidadão.”

Apaixonada pelas artes em geral, Silvia alimenta seus blogs CINÉLIDE (sobre cinema e séries) e PALAVREIRA (de crônicas) por puro prazer. Desde 2019, trabalha home office como jornalista free lancer, produzindo conteúdos de texto sob demanda para blogs, sites  e assessorias de imprensa. Também monta sites e blogs (como este) na plataforma WordPress.

Conheça alguns de seus trabalhos na aba PORTFÓLIO e aprecie suas críticas, crônicas e resenhas nas abas dos blogs.

ABAIXO, OS POSTs MAIS POPULARES:

Link permanente para este artigo: https://palavreira.com.br/

‘Coringa’ e nossa embaraçosa catarse

Que atire a primeira pipoca o espectador de “Coringa” (Joker, 2019) que não empatizou com seu protagonista a ponto de, lá no fundinho, achar “bem feito” os crimes que ele acaba por cometer. Esta é a grande armadilha do filme dirigido e co-roteirizado por Todd Phillips (pausa pra me chocar com o fato deste produtor, …

Leia mais

Um braço de vento frio cutucador de memórias

Hoje acordei com um braço de vento frio me cutucando na cama. Entrou rápido, logo que o Márcio Pelegrina abriu a janela pra deixar entrar a luz do dia, e foi direto me acordar pra sua presença. Os elementos devem saber da gente. De consciências indissociáveis, devem compartilhar fofocas sobre o que vai dentro de …

Leia mais

Luto

Amanhã faz um mês que o Nando nos deixou nesta dimensão da matéria bruta. O que aprendi sobre luto neste tempo é que ele pode subsistir mesmo subjugado por forças maiores – a força da fé de uma mãe e uma esposa, a espiritual de um irmão, e a de vontade de uma cunhada. Ele …

Leia mais

Os ídolos e nós

O futebol é um grande celeiro de ídolos no Brasil. Os motivos pelos quais escolhemos um ou outro diz muito sobre nós. O primeiro ídolo de meu pai foi Gylmar dos Santos Neves (1930-2013), goleiro da seleção brasileira que conquistou as duas primeiras Copas do Mundo para o Brasil, em 1958 e 1962. Quando papí (como …

Leia mais